O livro “Um crime em Windsor” conta uma história fictícia que envolve a rainha Isabel II na resolução de um crime, um homicídio, que aconteceu dentro do Castelo de Windsor. Numa altura em que a família real tem sido alvo de algum mediatismo, desde a questão com Harry e Megan, à morte do duque, e até mesmo com o sucesso da série “The Crown”, S.J. Bennett mostra a rainha por outra vertente, uma mulher curiosa, sensível e bondosa e astuta.

Na sinopse podemos ler: “Primavera de 2016, Castelo de Windsor. Na manhã a seguir ao seu jantar de aniversário, a Rainha Isabel II fica chocada ao descobrir que um dos seus hóspedes foi encontrado morto no quarto, com uma corda em volta do pescoço. O MI5 suspeita de crime e a monarca deixa a investigação para os profissionais – até que as suspeitas começam a apontar na direção errada. Descontente com a condução do caso, a Rainha decide tomar discretamente as rédeas do assunto. Afinal, ela tem vivido uma vida dupla desde a coroação, resolvendo secretamente crimes enquanto cumpre oficialmente os deveres reais. Mas esse segredo pode ser descoberto a qualquer momento agora que a vida dos seus funcionários está em risco. Conseguirá ela, e a sua secretária de confiança, apanhar o assassino antes que ele as envolva na sua teia?”

S.J. Bennett nasceu em Richmond, Yorkshire, em 1966. Em criança, viajava muito com os pais, mudava de cidade frequentemente. Era uma criança tímida e quando surgiu o seu gosto pela leitura, surgiu aliado ao facto de, assim, se perder nos mundos imaginários. Inicialmente escreveu vários livros para jovens, alguns deles distinguidos com diversos prémios. É muito atenta e observadora da família real há muitos anos, mas sabe-se que a vontade de transformar a Rainha Isabel II na personagem principal do seu livro surgiu enquanto assistia à série “The Crown”, no entanto, a autora assegura que estes livros são apenas ficção.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com