A 20 de setembro o Bloco de Esquerda apresentou os cabeças-de-lista nos 10 círculos. António Lima ocupa a primeira posição no de São Miguel e no de compensação.

 

O Bloco de Esquerda nos Açores é a “oposição consistente que pode fazer a diferença nas próximas eleições”. A afirmação é da líder do BE, Catarina Martins, proferida à margem da conferência eleitoral que juntou em Ponta Delgada os candidatos do partido nas várias ilhas.

Catarina Martins disse ainda que seja em Portugal Continental ou nos Açores, “o Bloco luta por serviços públicos de qualidade, porque são eles a garantia de igualdade de acesso, que luta pela ousadia de um futuro melhor e uma economia diferente, mais justa, que respeite quem trabalha” assim como “o ambiente e o nosso planeta”.

Por sua vez, o candidato António Lima salientou que o BE apresenta a estas eleições “candidatos e candidatas que representam verdadeiramente os Açores e quem aqui vive: operários, médicos, desempregados, professores, agricultores, artistas, imigrantes e ex-imigrantes. Tudo gente que trabalha e conhece a realidade destas ilhas”.

Desta feita, o Bloco de esquerda apresenta como cabeças-de-lista por São Miguel e pelo círculo de compensação António Lima, professor de 39 anos; por Santa Maria o estudante de 18 anos Pedro Amaral; Alexandra Manes, ajudante de educação especial de 45 anos pela ilha Terceira; pelo Faial a cabeça-de-lista é Aurora Ribeiro, técnica superior de comunicação de 35 anos; pelo Pico vai em primeiro lugar José Carreira, administrativo de 63 anos, na ilha de São Jorge o cabeça-de-lista é o assistente técnico de 45 anos Paulo Fontes; Isabel Tenente, agricultura de 39 anos, é a número um pelas Flores; Brites de Araújo, técnica de comunicação e informação aeronáutica de 61 anos, representa o Bloco de Esquerda na ilha Graciosa e, por fim, a cabeça-de-lista pelo Corvo é Maria Pereira, empregada doméstica de 31 anos.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com