A questão do voluntariado e a sua importância nos dias de hoje foram temas abordados no passado dia 9 de dezembro no Auditório Municipal de Gaia, num evento inserido nas comemorações do Dia Internacional do Voluntariado. Com vários testemunhos, incluindo o do presidente da Câmara de Gaia, a iniciativa serviu ainda para apresentar diversos projetos.

 

 

No passado dia 9 de dezembro, das 9h às 13h, decorreu, no Auditório Municipal de Gaia, o Encontro Municipal do Voluntariado para comemorar o Dia Internacional do Voluntariado.

A abertura foi marcante com o testemunho emotivo do presidente da Câmara Municipal de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, que descreveu a sua aventura no voluntariado, quando esteve no Senegal durante 14 dias.

Já Elísio Pinto, vereador da Juventude, Associativismo, Voluntariado e Academia Sénior e Marina Mendes, vereadora adjunta do presidente nas áreas de Ação Social, Habitação, Emprego moderaram riquíssimos painéis de convidados que apresentaram as suas associações, as suas experiências em causas altruístas para a comunidade.

Na altura foram apresentados projetos de voluntariado internacional, como

o VOAHR Municípios, com um balanço dos três anos de existência deste projeto que foi apresentado por Sónia Fernandes, presidente da Pista Mágica. Foi apresentado também o novo projeto “V17”, de voluntariado na Área Metropolitana do Porto, coordenado por Susana Castanheira.

O 2º Painel do Voluntariado no município de Vila Nova de Gaia esteve a cargo de Claúdia Teixeira, diretora do departamento de ação Social e atividades económicas, e contou com os convidados da Plataforma de Acolhimento e Tratamento Animal, denominado PATA.

Abordando também o envolvimento da comunidade através do voluntariado, o gabinete da juventude apresentou o projeto “um abraço numa carta”, enquanto a associação de Escolas do Torne e do Prado falou dos importantes contributos do voluntariado no apoio às crianças e jovens e a inclusão social de grupos mais vulneráveis.

Foram ainda apresentados os projetos “O gato ajuda vidas”, de distribuição de refeições solidárias; a “leitura inclusiva” na biblioteca Municipal de Gaia; os “Miminhos e companhia” da Associação MIMI; e o “Ser + Vizinho” um programa da Diviso e Voluntariado da divisão da ação social da Câmara Municipal de Gaia.

Por fim, no 3º e último painel, foi abordado ainda o papel do voluntariado nas freguesias numa necessária reflexão e motivação e experiências.

O momento musical e cultural esteve a cargo da Banda do Sim, Somos Capazes, entidade parceira da estratégia municipal de voluntariado.

 

 

 

“Desprovido de interesses e com sentido de missão, o voluntariado é, e será sempre, parte da minha educação, do meu crescimento e identidade. Em suma, uma parte do que eu sou e sempre serei”.

Gonçalo Riscado, voluntário do Gabinete de Juventude

 

 

 

…” Senegal antes e Senegal depois”, foi uma das minhas maiores experiências de Voluntariado.

Eduardo Vítor Rodrigues – Presidente da Câmara de Vila Nova de Gaia