A Câmara Municipal de Valongo aprovou investimentos de mais de 14 milhões de euros para projetos municipais que vão arrancar em 2021. O destaque vai para a construção dos Paços do Concelho, à qual se destina 10.500.00€, espaço que José Manuel Ribeiro, presidente da Câmara Municipal de Valongo, considera “um projeto âncora para a atração cultural cívica regional, nacional e internacional”.

 

 

A Câmara Municipal de Valongo aprovou dois empréstimos, no valor total de 14.414.000€, para financiar os projetos municipais com arranque agendado para 2021, nomeadamente a construção dos futuros Paços do Concelho.

Além do empréstimo de 10.500.000€ destinado a financiar a construção dos Paços do Concelho, foi também aprovado um empréstimo no valor de 3.914.000€ para os seguintes investimentos municipais: Construção Parque Estacionamento do Cemitério Valongo (550 000,00€); Parque do Leça – Alfena (794 000,00€); Circuito pedonal do Rio Ferreira (200 000,00€); Quinta Pedagógica do Passal – Piscina (320 000,00€); Requalificação da Rua S. Vicente (330 000,00€); Rua da Costa (155 000,00€); Passeio desde a Escola Profissional até ao Centro de Sobrado (200 000,00€); Nova Gandra (330 000,00€); Mercado de Ermesinde (270 000,00€); Requalificação do espaço da feira envolvente ao mercado (210 000,00€); Requalificação da Rua da Palmilheira (290 000,00€) e Rua André Gaspar (265 000,00€). “Este é o tempo certo para investir. Temos boa saúde financeira. Fomos exigentes e fomos compensados”, disse José Manuel Ribeiro, presidente da Câmara Municipal de Valongo, que aproveitou para sublinhar que “é nas alturas de crise que o investimento público mais se justifica”.

De acordo com a proposta aprovada, a Casa da Democracia Local (Paços do Concelho) surge como um novo espaço para a comunidade, espaço de visitação, de encontro e debate, onde se pretende privilegiar a interação dos munícipes. Quanto a esse espaço, é “uma proposta muito ambiciosa e incontestável, por ser um projeto âncora para a atração cultural cívica regional, também nacional e internacional, mas que seja, para além do órgão executivo e administrativo do município de Valongo, um edifício didático e lúdico, com conteúdos acessíveis aos diferentes públicos que se pretende atrair”, diz o autarca.  Este espaço contempla diferentes valências: espaços com funções exclusivamente políticas e administrativas; espaços expositivos permanentes e temporários, com espólio etnográfico associado a pessoas e tradições relevantes da região; espaço interativo, de imersão virtual, através do qual cada visitante poderá viajar, no tempo e no espaço, experienciar atividades, culturais, desportivas, aventuras radicais, etc., e espaços polivalentes em todo o edifício.

O executivo também aprovou a abertura dos concursos públicos para a requalificação das piscinas de Ermesinde (950.000€) e da Escola Básica EB2/3 Vallis Longus (3.000.000€), empreitadas que terão financiamento comunitário. “É gratificante ver tantos projetos tão perto de se tornarem realidade. Nos próximos meses vamos finalmente ver no terreno obras que a comunidade tanto merece nas cidades de Alfena, Ermesinde e Valongo e nas vilas de Campo e Sobrado”, concluiu José Manuel Ribeiro.