A Câmara Municipal de Gaia pretende ser investidor social no projeto “Pelos Dois”, através do cofinanciamento de 165 mil euros para desenvolver competências pessoais, sociais e emocionais nos reclusos, apostando na sua reabilitação, com recurso a cães “sem família”.

Devido à elevada prevalência de perturbações psiquiátricas na população reclusa portuguesa, o que aumenta os fatores de risco de reincidência, e a sobrelotação dos Centros de Recolha Oficiais de Animais Errantes, este projeto propõe reabilitar os reclusos dos estabelecimentos prisionais de Santa Cruz do Bispo, Izeda e Vale do Sousa, dando-lhes a responsabilidade de cuidar, educar e treinar cães.

Ao todo, o projeto “Pelos Dois”, envolverá um universo de 432 pessoas e 432 cães e prevê a existência de alojamento para os animais nas instalações dos EP a cargo dos reclusos envolvidos e a autarquia acredita que os impactos para a sociedade serão notórios. “Por um lado, no recluso, permitirá promover a saúde mental e investir no desenvolvimento pessoal e social, capacitando-o e dando-lhe uma ocupação de tempo livre estruturante, educativa e útil. Por outro lado, através dos treinos básicos, os cães ficarão mais aptos a serem adotados, contribuindo para a diminuição da lotação dos centro de recolha animal”, afirma a autarquia.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com