A exposição fotográfica “Perspetivas do Olhar” retrata as várias fases da luta de um grupo de pessoas contra o cancro da mama e tem estado patente em vários pontos da ilha de São Miguel bem como da ilha de Santa Maria.

Passou pelo Teatro Ribeiragrandense de 14 a 26 de fevereiro, altura em que o AUDIÊNCIA teve oportunidade para falar com José Santos, impulsionador e fotógrafo do projeto.

“Perspetivas do Olhar” é uma exposição que passou por várias etapas. Desde a ideia inicial em fotografar vítimas do cancro da mama e as várias fases por que passam até ao recrutamento de modelos, passando pela organização do “coração humano” e pela organização das datas e locais de exposição. Esta é uma exposição de cariz dramático que pretende dar a conhecer não só as várias fases por que passam as vítimas do cancro, mas também mostrar que a doença pode ser vencida.

A fase de recolha das imagens de vítimas de cancro da mama foi a primeira, e aquela em que juntou algumas mulheres que quiseram associar-se a este projeto. Desde o início que José Santos queria encontrar uma vítima do sexo masculino, tendo conseguido. Assim sendo, a exposição é composta por fotografias de 23 mulheres e um homem.

As imagens recolhidas demonstram o tratamento clínico pelo qual as vítimas passam, as cicatrizes que ficam dos referidos tratamentos, bem como momentos com a família e/ou amigos. Ainda é possível ver-se uma fotografia que ilustra uma das fases de preparação da exposição: a fase da solidariedade. Registada através de um ‘drone’, nela participaram 200 pessoas que formaram um coração humano no Parque Urbano em Ponta Delgada, num ato de solidariedade e angariação de fundos para a Liga Portuguesa Contra o Cancro.

No momento esta exposição encontra-se na Câmara Municipal de Angra do Heroísmo, onde ficará até ao dia 14, passando depois para o Auditório do Ramo Grande na Praia da Vitória, regressando a São Miguel para ficar no Centro Comercial Parque Atlântico de 8 a 28 de abril, seguindo-se as ilhas do Pico e do Faial. As restantes ilhas, nomeadamente Graciosa, São Jorge, Flores e Corvo não têm datas agendadas, mas o objetivo do fotógrafo é levar a exposição a todos os concelhos dos Açores.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com