Foi eleita, a 10 de abril, a nova Comissão Política Distrital do Porto da Juventude Popular, à qual Diogo Meireles se recandidatou juntamente com quatro gaienses.

 

No passado dia 10 de abril, deu-se como eleita a única lista candidata à presidência da Comissão Política Distrital do Porto da Juventude Popular, à qual Diogo Meireles se recandidatou. A lista será vice presidida por Ana Reis (Matosinhos), Diogo Fernandes (Gondomar), Eduardo Silva (Felgueiras), Hugo Gonçalves (Maia) e João Archer (Porto).

Com jovens empenhados e pró-ativos como Bernardo Ribeiro, líder do CDS Gulpilhares e Valadares, Catarina Coutinho (Secretária da Mesa), Paulo Santos (Vogal) e Jorge Costa Braga (Vogal) elementos pertencentes à Juventude Popular da Concelhia de Vila Nova de Gaia, o projeto estipulado para o próximo biénio apresenta, por isso, uma notável marca gaiense.

É com foco no mote “Ganhar no Distrito do Porto”, que Diogo Meireles, tendo já desempenhado outras funções nos órgãos locais da Juventude Popular e tendo sido também eleito no último Congresso Nacional Vice-Presidente da Comissão Política Nacional, atualmente liderada por Francisco Camacho, anunciou a sua candidatura.

Esta candidatura estipula-se perante 8 pilares: colocar as pessoas no centro da atuação política, defender a autonomia do Indivíduo, das Empresas e do Poder Local em relação ao Estado Central, defender a Economia Social de Mercado, defender a Intervenção do Estado, numa vertente social, para minimizar as falhas do mercado e promover o desenvolvimento económico e a justiça social, defender a Igualdade Social do homem e da mulher, defender a Liberdade de Escolha, nomeadamente na Educação e na Saúde, defender a Igualdade de Oportunidades assente na democratização da Educação de qualidade e defender a meritocracia como combustível do elevador social.

O último biénio marcou-se pela proximidade com as concelhias e a consequente criação de algumas estruturas a nível local e a participação ativa de Diogo Meireles em fóruns de discussão política em certos órgãos de comunicação social.

Com os olhos postos no futuro, os objetivos para os próximos anos passam não só por dar continuidade ao trabalho concebido até ao momento, como também conseguir o pleno de criar uma Comissão Política de concelhia dos 18 concelhos do Distrito e preparar da melhor forma possível o desafio autárquico que, independentemente das suas dificuldades, conta com quadros jovens da Juventude Popular, ambiciosos e irreverentes e que atualmente figuram nas listas de militantes do distrito do Porto.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com