O Gens Sport Clube tem o presidente mais jovem da sua história e é também o mais jovem com o cargo em Portugal. Mário Santos tem 26 anos e assumiu o comando da equipa, mas a sua juventude não o afasta, de maneira alguma, de objetivos concretos para o clube. “O Gens de hoje é um Gens diferente, um Gens voltado para o futuro, um Gens rejuvenescido. E se não tivermos esta mentalidade, o clube desaparece,” afirmou o jovem presidente Mário Santos, em declarações à página oficial de Facebook do Gens SC.

O presidente destacou o trabalho que tem sido feito no clube nos últimos anos, focando alguns exemplos práticos, nomeadamente a ligação do clube com a Dragon Force, algumas melhorias no espaço como balneário e relvado sintético, entre muitos outros.  “Há um Gens até 2011 e há um Gens após 2011. Criaram-se, desenvolveram-se e atingiram-se recordes no futebol de formação, atingimos 50, 100 e 250 atletas, instalou-se o relvado sintético, criou-se a Academia de Futebol, voltou-se a ter jogadores formados no clube no futebol sénior, uniu-se a comunidade em torno do Gens (surgimento do Grupo Amigas do Gens), atingiu-se por duas vezes o escalão máximo da AF Porto, certificou-se o clube como entidade formadora da FPF, melhoraram-se (Balneários e Bar) e criaram- se infraestruturas de apoio (posto médico, sala de estudo, secretaria e gabinete técnico), implementou-se um sistema de iluminação LED no Parque Desportivo, desenvolveram-se parcerias históricas com algumas entidades (destacando-se a Dragon Force e Azzento), adquiriu-se uma nova carrinha para transporte de atletas, realizaram-se eventos de relevo para o Clube (destaque para as Galas e o Jantar de Aniversário), criou-se uma Equipa de Veteranos, requalificou-se o relvado sintético, entre muitos outros resultados que nunca antes tinham sido atingidos”, disse o presidente no primeiro discurso depois de assumir o cargo.

Neste discurso, Mário Santos comprometeu-se com o clube e com os sócios a: “construir os balneários e a bancada coberta durante o mandato; manter e afirmar o clube na principal divisão da AF Porto; aumentar gradualmente o nível de certificação da formação do clube; colocar todos escalões de formação na primeira divisão da AF Porto; abrir a equipa de Veteranos à comunidade do Lugar e a ex-atletas; abrir à comunidade a História do Gens SC, divulgando a mística e simbologia do clube; pedir numa futura AG, a nomeação do Parque Desportivo de Gens como Estádio António Eleutério Gonçalves”.

A Mário Santos, na presidência do Gens Sport Clube, junta-se os vice-presidentes David Sousa, Paulo Geisler e Adelino Alves.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com