O piloto gaiense Guilherme de Oliveira sagrou-se campeão nacional da categoria x30 do Campeonato de Portugal de Karting KIA, que foi organizado pelo Clube Automóvel do Minho e decorreu no Kartódromo de Baltar, somando, assim, o terceiro título nacional de karting e o 12º título nas últimas quatro épocas.

Apesar de ser um dos mais jovens pilotos de todo o pelotão, Guilherme de Oliveira foi o grande destaque da categoria X30 do Campeonato de Portugal de Karting KIA, sagrando-se campeão nacional na sua época de estreia, depois de já ter conquistado o Open de Portugal de Karting e o Troféu Rotax. Com apenas 14 anos de idade, o promissor piloto de Vila Nova de Gaia chegou ao 12.º título nas últimas quatro épocas.

Em apenas quatro épocas e meia no Karting de competição, Guilherme de Oliveira construiu um dos mais impressionantes currículos desportivos da modalidade em Portugal e não só. O jovem piloto de Vila Nova de Gaia – com raízes em Vouzela – conquistou nos passados dias 14 e 15 de setembro, no Kartódromo de Baltar, o título de Campeão Nacional de Karting da categoria X30, com mais uma vitória na prova nortenha. Um feito que surge duas semanas depois de ter vencido também o Troféu Rotax Portugal na categoria Sénior Max, num ano que já tinha começado com a conquista do Open de Portugal de Karting X30, em fevereiro. Um registo histórico de três títulos na mesma época em dois contextos técnicos e desportivos diferentes (X30 e Rotax), mais uma evidência do talento natural de Guilherme de Oliveira, que além disso é aluno de mérito na sua escola e um exímio pianista.

“Ser campeão nacional é sempre uma emoção muito grande, porque ninguém chega ao topo sem muito trabalho, dedicação e esforço”, afirmou Guilherme de Oliveira com a maturidade que o caracteriza. “Esta época tem sido muito positiva e isso deve-se também aos meus patrocinadores, a quem agradeço todo o apoio, e às pessoas que me acompanham, principalmente a minha família e a equipa QZ Kart. Pessoas como o Quim Zé e, em especial, o José Santos foram fundamentais para estas vitórias e para a minha evolução ao longo destes anos. Quero muito um dia ser piloto profissional e é esse sonho que me motiva a trabalhar cada vez mais”, referiu o jovem piloto, que representou Portugal nas Finais Mundiais Rotax em Sarno (Itália), de 19 a 26 de outubro.

“Apesar destes títulos, a época ainda não acabou e não escondo que as Finais Mundiais Rotax são um dos meus grandes objetivos este ano. Já fui competitivo em edições anteriores e a experiência que acumulei no ano passado no Brasil pode ser-me muito útil este ano em Itália”, concluiu Guilherme de Oliveira, que em 2019 também conseguiu um excelente 4.º lugar no prestigiado Rotax Max Challenge International Trophy, em Le Mans (França).

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com