A exposição de pintura intitulada “Saudade por Martim Cymbron” é um projeto da MiratecArts, que foi inaugurado no Dia Internacional de Monumentos e Sítios, comemorado a 17 de abril, no Museu da Graciosa e ficará patente até 31 de julho de 2021.

 

 

Martim Cymbron estudou na Academia de Artes em Maastricht, na Holanda. As suas obras estão representadas em coleções privadas e em espaços públicos desde a Universidade dos Açores e a Presidência da República, ao Parlamento Europeu. Já expôs o seu trabalho em Nova Iorque, Mónaco, Lisboa e várias ilhas dos Açores. Também, venceu o Prémio World Photo Press Pintura em 2010 e uma Menção Honrosa na XII Exposição da Academia de Marinha em 2018. É cofundador do projeto Arte Viva e colabora com a MiratecArts desde 2015.

O artista micaelense inspirou-se no Jardim Saudade, repleto de variedades da planta florífera scabiosa, localizado na MiratecArts Galeria Costa, na ilha do Pico, para construir o projeto “Saudade por Martim Cymbron”, que contempla uma série de 10 obras.

“Saudade por Martim Cymbron” estreou em 2017, numa exposição inédita, no Ancoradouro, na Madalena do Pico, antes de seguir para a sala galeria no Museu do Pico. A Biblioteca Pública da Horta, na ilha do Faial, o Atelier de Kaasfabriek, na ilha de São Jorge, e o Museu das Lajes das Flores, também já acolheram a mostra. Portanto, a ilha branca é a quinta a acolher esta exibição de arte, através da qual o autor propõe um olhar diferente à majestosa scabiosa em várias fases e variedades.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com