No ano letivo 2021/2022, a Câmara Municipal de Gaia vai ajudar na mobilidade de cerca de 621 alunos, com o Plano de Transporte Escolar, um instrumento que ajuda os pais a assegurarem a mobilidade dos filhos entre a residência e o estabelecimento de ensino. A iniciativa abrange alunos da educação pré-escolar, ensino básico e ensino secundário, refere-se, sobretudo, a transporte coletivo, e significa um investimento de cerca de 375 mil euros para o município.

 

 

Em Vila Nova de Gaia, no próximo ano letivo, 2021/2022, prevê-se que sejam transportados 621 alunos, 442 deles através de serviços de transporte regular e 179 em circuitos especiais, a organizar pela autarquia, o que representa um investimento municipal de cerca de 375 mil euros.

O Plano de Transporte Escolar, elaborado anualmente com a colaboração dos agrupamentos de escolas, é o instrumento municipal de planeamento da oferta de transporte entre o local de residência e o local dos estabelecimentos de ensino da rede pública, frequentados pelos alunos da educação pré-escolar, ensino básico e ensino secundário. Deste modo, os alunos têm transporte gratuito garantido quando residem a mais de três quilómetros da escola que frequentam. Ainda é assegurada a gratuitidade do serviço aos alunos com dificuldades de locomoção, que beneficiem de medidas ao abrigo da educação inclusiva, independentemente da distância entre a sua e os estabelecimentos de ensino que frequentem.

O transporte coletivo é o principal modo de ajuda aos alunos que beneficiem de apoio para o transporte escolar, mas, no caso dos alunos que residem na freguesia de Sandim e que estudam na escola básica de Gestosa, a Câmara considerou adequado que o transporte se realizasse de táxi, uma vez que apenas efetuam este percurso quatro alunos.

No próximo ano letivo manter-se-á ainda o serviço de vaivém na urbanização de Vila d’Este. Uma vez que a escola básica do 1.º ciclo de Vila d’Este não tem capacidade para integrar todos os alunos em idade de frequência que teriam essa como escola de referência este, o município, à semelhança de anos anteriores, assegura o transporte de todos os alunos que não têm vaga nesta escola para duas outras do mesmo agrupamento, nomeadamente a EB do Balteiro e a EB de S. Lourenço. Serão, assim, transportadas 65 crianças.

O transporte escolar e as medidas de apoio à mobilidade dos alunos em idade escolar vêm reforçar a política de apoio às famílias e, ao mesmo tempo, incentivar a utilização de transportes coletivos, em detrimento do transporte individual, o que traz grandes benefícios na mobilidade dentro das localidades e para o ambiente.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com