A Associação do Alojamento Local dos Açores (ALA) realizou um novo inquérito aos cerca de 1900 proprietários, tendo obtido 487 respostas.

 

Do inquérito da ALA aos proprietários de alojamento local, concluiu-se que uma grande parte dos alojamentos não obtiveram qualquer apoio, numa altura em que aa quebra de reservas ascendem os 80%.

De acordo com nota de imprensa, a confirmação do impacto direto na economia em 2020 é de 28 milhões de euros devido à quebra de reservas, dos quais 13 milhões são diretos para as famílias e quase cinco milhões para o estado.

Neste inquérito foi também possível apurar que 68% dos alojamentos continuam com os seus calendários disponíveis para reserva, que cerca de 68% dos alojamentos locais têm o seu plano de contingência ativo e também que este é um setor que representa cerca de 19% de população empregada.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com