Alexandre Gaudêncio, presidente da Câmara da Ribeira Grande acompanhou a expedição que trouxe ao concelho surfistas de ondas grandes para trabalharem na identificação de locais onde este desporto pode ser praticado.

“Os surfistas consideraram existir potencial na Ribeira Grande para se organizar uma competição internacional de ondas grandes, à semelhança do que já se verifica noutros locais do país, como na cidade da Nazaré”, disse o presidente, orgulhoso.

Para além do potencial das ondas, os surfistas identificaram como mais-valia a temperatura da água, por ser mais amena e mais alta em comparação com outras zonas do país e elogiaram a vertente da segurança, uma vez que a praia da Viola já tem um plano de segurança certificado para este tipo de eventos.

O autarca entende que a marca Ribeira Grande – Capital do Surf  poderá ser importante num momento após pandemia, enquanto alavanca na retoma do turismo e também como fator de empregabilidade e dinamização da economia local.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com