O espaço do município da Ribeira Grande na BTL 2017 – Bolsa de Turismo de Lisboa, voltou a ser um dos pavilhões mais visitados e revelou-se uma aposta ganha e com bons resultados ao nível da promoção da cidade e do concelho como destino turístico de qualidade e diversidade.

Em declarações exclusivas ao Jornal AUDIÊNCIA, Alexandre Gaudêncio, presidente da Câmara Municipal, afirmou: “É sempre bom trazer as maravilhas da Ribeira Grande a esta grande feira de turismo nacional. Como foi grande o sucesso no ano passado com apenas 18 metros quadrados, este ano dobrámos, estamos este ano, neste grande evento com 36 metros quadrados.”

A réplica da Caldeira Velha foi a grande atração do stand da Ribeira Grande, que ao longo dos dias chamava a atenção de quem passava no local, servindo igualmente para os visitantes tirarem fotografias.
Gaudêncio afirmou mesmo na conversa que teve connosco que “graças à BTL do ano passado a Ribeira Grande teve um acréscimo de 30% de visitantes”.

Em nota de imprensa a autarquia informa que:
“Pelo stand da Ribeira Grande passaram cerca de doze mil pessoas, a maioria delas portuguesas, que contataram diretamente com os promotores presentes. A maior afluência registou-se no sábado e no domingo, dias em que a BTL abriu ao público em geral.

Ao longo dos cinco dias de feira foram estabelecidos muitos contatos, a maioria deles junto de público português que procurava mais informações sobre a Ribeira Grande, nomeadamente alojamento, restauração e pontos de interesse a visitar.

De realçar que a maioria dos visitantes inquiridos manifestou conhecer o concelho ou que já tinha visitado a Ribeira Grande, sendo que praticamente metade revelou intenção de repetir a experiência no ano em curso ou num futuro próximo.

Neste particular, saltou à vista o facto de 80% dos inquiridos já ter férias marcadas para São Miguel à data da realização da BTL, com os meses de abril a outubro a serem os mais procurados e com estadia média de 5 dias.”

Alexandre Gaudêncio informou que a vinda à BTL nos próximos anos é para repetir, adiantado ainda que “o stand do Governo Regional dos Açores está mal estruturado, fechado para dentro e dá pouco tempo aos diversos concelhos de se manifestarem”.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com