No passado dia 21 de Fevereiro, realizou-se o 1º Jantar Vínico do ano de 2020. Num convívio salutar perto de 70 pessoas tiveram a oportunidade de desfrutar e degustar de um jantar de qualidade, confecionado pelo Chef Jorge Lourenço, onde todo o menu foi acompanhado pelos vinhos da Quinta Dona Matilde.

 

Como vem sendo apanágio, “A Regional Valonguense”, prima pela arte de bem receber os seus clientes e amigos, num ambiente intimista e de extremo bom gosto. Desta vez todos os que estiveram presentes, tiveram a oportunidade de conhecer alguns dos vinhos que são produzidos na Quinta Dona Matilde.

Numa breve conversa com o Jornal Audiência, José Bonzinho, responsável por toda a área comercial a nível nacional, falou sobre a história da Quinta Dona Matilde…” no século XVIII, esta quinta pertencia à denominação das quintas de feitoria. Em 1927, o primeiro Manõel de Barros, comprou a quinta para a família Barros e assim desenvolveu todo o negócio para a família Barros Almeida. Em Junho de 2016, houve um grupo espanhol, Grupo Caixa Nova que fez uma proposta ao Grupo Barros, onde estava incluída a Quinta Dona Matilde e a Quinta São Luiz. Numa reunião de 5 accionistas, a maioria foi a favor da venda e assim o Grupo Caixa Nova comprou, todas as quintas e todas as marcas produzidas pela família Barros Almeida. Passados 6 meses, detectaram que tinha havido um crash na bolsa pelo Grupo espanhol, e a esposa do actual dono da Quinta Dona Matilde, Dona Maria Helena, incentivou o marido a se reunir, com o gestor da Caixa Nova para a compra da quinta para ele e para os filhos. Com o sucesso dessa reunião, a 27 de dezembro é feita a escritura e a Quinta Dona Matilde, passados apenas 6 meses volta a fazer parte da família Barros.”

A Quinta Dona Matilde fica situada entre o Peso da Régua e o Pinhão com uma altitude aproximadamente de 300mt. Na Quinta são produzidos desde 2016 até hoje, Dona Matilde Branco e Tinto, Dona Matilde Reserva branco e tinto e ainda Vinho do Porto Vintage. A Quinta produz anualmente entre 80 a 90 mil garrafas de todas as castas. Os vinhos da Quinta Dona Matilde só se encontram à venda em restaurantes, garrafeiras e lojas gourmet.

Mas se 2020 abre com a excelência da Quinta Dona Matilde, também podemos dizer que 2019 termina com chave d’Ouro, na apresentação dos vinhos da Quinta de Santo António, naquele que foi o último Jantar Vínico na Regional Valonguense, Restaurante.

Situada em Fornos de Maceira Dão, Mangualde, esta Quinta tem uma área local de 30 hectares, mas apenas 11 hectares são de vinha maioritariamente velha. Já em 1102 a produção da uva era de extrema importância. Situada numa zona nobre da região demarcada do Dão, os vinhos ali produzidos expressam uma elevada qualidade, simbolizando o caracter único do Dão.

Segundo afirmou Pedro Nascimento, responsável por toda a área comercial, “ A Quinta Santo António rege-se pela exigência, qualidade e paixão, pois só assim se consegue a excelência das castas tradicionais do Dão.”

A Quinta de Santo António é uma empresa familiar e pertence à família Pinto Mota desde 1999. Já com presença internacional é com grande empenho e dedicação que são produzidos os vinhos Terras de Santo António.

Neste ultimo jantar de 2019 todos tiveram a oportunidade de conhecer um pouco melhor de alguns dos vinhos do Dão, entre eles um vinho branco para acompanhamento do buffet de entradas, um vinho reserva tinto para o prato principal e para finalizar um Blacket Wine para acompanhar o buffet de doces.

Como nota final, o 1º Jantar Vínico de 2020 foi o trigésimo realizado pela “Regional Valonguense”.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com