Cultura é importante para a sociedade e, numa freguesia, manter as tradições é fulcral para a vida da comunidade. O AUDIÊNCIA falou com Alcino Lopes, presidente de junta da União das freguesias de Gulpilhares e Valadares, sobre os próximos eventos culturais da freguesia.

 

A cultura é importante para o desenvolvimento da sociedade e, neste momento, tem sido um tema muito falado devido aos cortes. É difícil apostar na cultura na freguesia?

A junta não vai alterar absolutamente nada relativamente àquilo que foi feito no passado. A melhor forma de apoiarmos as instituições é estarmos ao lado delas. A Junta, em si, não tem muita vocação para estar a fazer atividades. Nós estamos sempre ao lado de quem tem vontade de trabalhar e de quem tem vontade de fazer com que algo aconteça. Acho que a nossa função é mais essa do que nós sermos os protagonistas, nunca fomos nem nunca queremos ser. Nós pretendemos que sejam as instituições a fazer. Temos atividades próprias mas temos uma instituição na retaguarda que nos ajuda. A Junta é, digamos assim, o impulsionador, mas, envolvemos a comunidade. Uma iniciativa só dos elementos da Junta, isso nunca acontece, a não ser, o passeio da terceira idade. A nossa função é fazer com que a máquina funcione. Nós não queremos substituir as instituições. Isso é uma estupidez! Nós somos mais impulsionadores do que executores.Não temos nada de diferente planeado. Temos as mesmas coisas dos outros anos. No caso do Sr. dos Aflitos, desde que sou Presidente de Junta das duas freguesias, a comissão tem recebido ajuda da autarquia que não tem comparação com o passado. A nossa função não é de realizar o evento é contribuir para que aconteça. Queremos é que as pessoas o façam. Temos que criar as condições para.

 

E são criadas essas condições?

Vamos tendo. Temos meses que pagamos só do auditório 800 euros, só isso é um peso que nós temos.As coletivades de Gulpilhares e Valadares se vierem aqui não pagam nada. Para uma freguesia como a nossa, temos um encargo muito grande. Daqui a alguns dias, temos que fazer um investimento no auditório na cobertura e serão umas dezenas de milhares de euros, portanto, não podemos dar tudo, mas à partida ajudamos. As coletividades quase todas têm o nosso apoio. Quando as coletividades têm deslocações perto, o autocarro da Junta levá-as e não pagam nada. Nesta altura, as duas Juntas têm um orçamento igual ou inferior ao que era o da Junta de Gulpilhares sozinha. Isto é uma coisa que denota um grau de dificuldade maior. Esta casa tem despesas muito grandes. Temos um auditório que quase ninguém tem com muitas despesas associadas… Gosto mais de saber que as instituições recreativas têm a sua própria dinâmica e ajudamos naquilo que podemos. Tínhamos um protocolo com o Miramar Império para fazer obras no pavilhão do Valares na ordem dos 20 e tal mil euros. Para nós é muito dinheiro. No rancho de Valadares, fizemos obras muito caras que nos custou mais de 25 mil euros. A nossa função é ajudar as instituições até que elas cresçam. O nosso dever é garantir que as instituições tenham condições de sobrevivência e sejam gratificantes para quem lá está. Aquilo vai ficar na história.

 

As rusgas do Sr. da Pedra acontecem no dia 27 de maio.Como se consegue manter a tradição?

Não dá muito trabalho à Junta. Já há pessoas de tradição mas as rusgas são espontâneas. Nós não sabemos quem vem. Algumas que vêm, já tem tradição. Nós fazemos com que tudo seja espontâneo naquele dia. Temos sempre 12 ou 15 grupos.

 

E como é que funciona?

Os grupos ficam num corredor junto aos Pórticos da Alameda, donde vão dançando, parando junto da Mesa de Honra,onde está o júri, por alguns momentos, e, depois, seguem em direcção à Capela do Senhor da Pedra. As Rusgas apresentam-se entre as 9:30h e as 11:30h. O Júri será constituído pelos Presidentes da Junta de Freguesia de Gulpilhares Valadares, do Rancho Regional de Gulpilhares e da Confraria do Senhor da Pedra.

 

Outro evento importante é o Dia da Criança…

Nós ajudamos as associações mas são elas que organizam o evento. Existe uma cooperação entre as todas as associações para realizarem o evento. Nós também contribuímos com os insufláveis.Celebramos o Dia da Criança no Sr. da Pedra.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com