Em entrevista ao AUDIÊNCIA, após uma ação de solidariedade na Ribeira Grande, nos Açores, Rui Borges, CEO da GrandVision Portugal admitiu que a fábrica de Vila Nova de Gaia é a principal da empresa e a única em Portugal digna de tal nome.

“Fábrica mesmo verdadeira em Portugal é a fábrica da GrandVision, com uma capacidade de produção de 3,5 milhões de óculos por ano”, esclareceu o CEO.

Para este ano, a empresa pretende manter a qualidade dos produtos e continuar a melhorar o layout das lojas para se tornarem mais apelativas.

 

 

Assistimos na Ribeira Grande a mais uma ação promocional e de solidariedade também da GrandVision Portugal. Como se sente depois deste momento?
A nível pessoal é sempre muito gratificante poder representar a nossa organização, a nossa empresa, e todos os nossos colaboradores, é algo que é pessoal mas são, sobretudo, as pessoas todas que fazem parte da nossa empresa e que fazem acontecer aquilo que é a MultiOpticas em Portugal. E é poder também dar algum do nosso contributo, sobretudo no que diz respeito a ajudar as crianças e os mais desfavorecidos e poder dar um bocadinho de felicidade. Porque nós, ao sermos uma empresa que está presente de norte a sul em Portugal, incluído as regiões autónomas, acho que também temos a obrigação de nos inserirmos na comunidade e é isso que procuramos fazer em todos os locais onde estamos presentes.

 

Agora na Ribeira Grande, já no passado e futuro em Vila Nova de Gaia, onde têm uma grande instalação. Que mensagem deixaria para Vila Nova de Gaia?
A mensagem que deixaria é muito especial até para o presidente, o Dr. Eduardo Vítor Rodrigues, já que sempre fomos muito bem recebidos, e quando somos bem recebidos num local sentimo-nos bem. Portanto, estamos a desenvolver muito bem a nossa atividade industrial, exportamos para 7 ou 8 países neste momento, obviamente também para o mercado português. Além disso, criamos muitos postos de trabalho e ainda queremos criar mais. Devo dizer que a nossa empresa a nível central está muito satisfeita com a operação, não tenho dúvidas em dizer que a nossa principal operação industrial em toda a Europa é de Vila Nova de Gaia. Além do mais, também tenho algumas lojas em Gaia da marca MultiOpticas, portanto, para Gaia só posso mandar um grande abraço e dizer que temos muito gosto em estar presentes nesse concelho.

 

Então, Gaia é uma aposta ganha? Não está arrependido do investimento?
Não, de forma alguma. Temos um novo CEO a nível global e assim que tomou posse quis ir visitar alguns locais e esteve comigo em fevereiro a visitar a fábrica. É curioso porque embora seja uma pessoa de nacionalidade alemã viveu no Porto, no inicio dos anos 2000, e, portanto, além de ter um carinho muito especial por aquela zona do país, gostou imenso também da nossa instalação industrial que temos em Gaia.

 

Uma empresa como a MultiOpticas tem sempre cartas na manga. Que novidades pode avançar para 2018 e para o futuro?
As nossas novidades são que melhoramos um bocadinho as nossas lojas. Temos agora o que chamamos de um novo layout de loja e estamos a fazer o chamado rollout de espalhar por todas as nossas lojas. No que diz respeito às lojas próprias, iremos completar esse processo em 2018, são alguns milhões largos de euros de investimento na reforma das lojas para as tornar mais atrativas, mais viradas para o cliente deste mundo digital em que nos encontramos, ou seja, criar também muita simbiose entre a loja física e o online. É isso que estamos a fazer em todas as nossas lojas e também em alguns franqueados. E ao nível da gama dos produtos, cada vez mais, criando e selecionando os melhores produtos para oferecer aos nossos clientes. Portanto, estamos numa evolução permanente. Ao nível da qualidade dos nossos produtos, aquilo que entregamos aos nossos clientes, somos a fábrica mais moderna da Europa, há alguns concorrentes que alegam ter, mas fábrica mesmo verdadeira em Portugal é a fábrica da GrandVision, com uma capacidade de produção de 3,5 milhões de óculos por ano, dava para vender 4 ou 5 vezes à população portuguesa pela normal renovação de óculos. No fundo, é sistematizar e consolidar muito o que temos vindo a fazer que iremos apostar em 2018 e 2019.

 

O facto de, por convite do presidente da Câmara da Ribeira Grande, as crianças terem demonstrado que conhecem a MultiOticas, fê-lo encher de alegria?
Claramente, a mim e a toda a equipa da empresa presente. Uma empresa como a nossa não é só uma pessoa, são muitas pessoas que fazem acontecer estas coisas. Somos a marca com maior notoriedade no setor da ótica em Portugal, temos 97% de notoriedade, ou seja, 97 em cada 100 portugueses conhecem a nossa marca e isso também nos dá uma responsabilidade muito grande de nos inserirmos na comunidade e também de prestarmos os melhores serviços aos nossos clientes. Se é por um lado um desafio, é também uma responsabilidade e um orgulho.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com