Amor Atómico, o livro de Jennie Fields, que chegou este verão ao grupo editorial Saída de Emergência, pela chancela da Edições Chá das Cinco.

O livro trata de uma história de amor, desejo, traição e mistério que acontece em Chicago em 1950. Uma história com uma personagem feminina forte que reivindica, já nos anos 50, o seu lugar na sociedade e no mundo. Na sinopse pode ler-se: “Rosalind Porter sempre desafiou as expectativas — no seu trabalho como cientista no Projeto Manhattan e no seu caso amoroso com Thomas Weaver. Cinco anos depois do fim do caso e da relação profissional, a sua culpa relativamente à bomba e o desgosto relativamente a Weaver estão interligados. E por isso está conformada a viver uma vida mais convencional. É então que Weaver regressa à sua vida, bem como o FBI. O agente especial Charlie Szydlo informa Roz de que Weaver é suspeito de estar a passar segredos nucleares à Rússia. Roz, que ajudou a desenvolver esses segredos, sabe bem o poder devastador que reside neles. Contudo, poderá ela espiar alguém que ainda ama? Ao mesmo tempo, há algo que a atrai em Charlie, um homem assombrado pelo passado, tal como ela. Quando os sentimentos de Roz por cada um dos homens se tornam mais profundos, o mesmo acontece com o perigo que ela enfrenta. E uma escolha impõe‑se: o homem que a ensinou a amar… ou o homem que o seu amor pode salvar?”

Jennie Fields, autora do livro, nasceu em Chicago e formou-se no Iowa Writer’s Workshop. Foi, durante vários anos, diretora criativa em agências de publicidade de Nova Iorque. Vive, atualmente, com o marido, em Nashville, no Tennessee. Para escrever “Amor Atómico”, o seu quinto romance publicado, ter-se-á inspirado no trabalho que a sua mãe desemprenhou como bioquímica, na Universidade de Chicago, durante a década de 50.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com