Vila Nova de Gaia acolheu um evento que uniu diversas entidades para combater uma espécie invasora prejudicial a vários níveis.

Cerca de uma centena de participantes portugueses e espanhóis reuniram-se em Gaia para debater e contribuir para a construção de uma estratégia transnacional para combater a planta invasora muito problemática, a erva-das-pampas, uma espécie invasora que gera problemas a nível ambiental, económico e de saúde pública.

Organizado a partir da parceria existente entre a Câmara Municipal de Gaia e o Instituto Politécnico de Coimbra, através da Escola Superior Agrária de Coimbra, fruto do projeto LIFE-Stop Cortaderia, o evento contou com a participação de diferentes stakeholders, incluindo a Direção-Geral de Alimentação e Veterinária, a Direção-Geral de Agricultura e Pescas, o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas, a Infraestruturas de Portugal e algumas autarquias e empresas centradas na gestão de vegetação, bem como associações, professores e jornalistas.

Todos os presentes reconheceram a gravidade do problema e a importância de intervir de forma controlada, antes que o problema se agrave mais, concluindo-se que a falta de coordenação geográfica e setorial das entidades a nível ibérico, e de Portugal em particular, causa desperdício de recursos e reduz a eficácia nas intervenções já realizadas.

Da mesma forma, os especialistas sublinharam a necessidade de uma maior disponibilidade de recursos para poderem ser mais eficazes na luta contra a erva-das-pampas e destacaram a importância do voluntariado, também para passar informações importantes para a compreensão do público em geral para este problema.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com