São cada vez mais as pessoas que procuram formas de marcar esta data especial. Neste âmbito, o comércio ribeiragrandense tem procurado responder às necessidades das comemorações do Dia do Pai, que acontece anualmente a 19 de março.

Com a celebração do Dia do Pai, são vários os estabelecimentos comerciais que têm vindo a preparar esta data. A escolha do que oferecer aos pais pode passar pelos presentes maiores, por pequenas lembranças, mas também por um almoço ou jantar ao lado do progenitor.

Desde porta-chaves, canetas, postais, relógios e roupa, mas também doces, bolos e todos os tipos de refeições servem para assinalar esta data de forma diferente e especial.

O AUDIÊNCIA saiu à rua para falar com os comerciantes locais e saber quais as preferências daqueles que comemoram o Dia do Pai. Passámos pela Retrosaria Arco-Íris e pela Casa Dinarte, bem como pelo Snack-Bar Carlos Freire e pela pastelaria A Merenda.

Cristina Freire, Snack-Bar Carlos Freire

O que tiveram para oferecer no Dia do Pai?

Os nossos menus habituais, o prato do dia, as nossas bifanas e hambúrgueres.

Muita gente veio cá almoçar ou jantar?

Temos sempre muita afluência, mas ao jantar é quando servimos mais refeições, neste dia.

Só o sexo masculino ou as filhas também vêm?

Mais o sexo masculino. Tenho notado isso nos anos passados. Principalmente quando é dia de futebol. Os pais e filhos aproveitam, jantam e veem o futebol.

Adélia Dinarte, Casa Dinarte

O que costumam fazer na Casa Dinarte relativamente ao Dia do Pai?
Fazemos sempre montras em relação ao Dia do Pai. Temos sempre bons preços todo o ano, mas mais especiais nesta época.

O pai oferece prendas ao filho ou o filho ao pai?
Normalmente os filhos ou as esposas oferecem aos pais. No dia da mãe é ao contrário.

O que costumam vender?
Vendemos sapatos, calças, gravatas, camisas, ‘sweatshirts’, relógios… tudo são boas sugestões e boas escolhas para os filhos oferecerem aos pais.

Edmundo Pereira, A Merenda

O que costuma ter de diferente no Dia do Pai?
Para além do que temos sempre (a nossa pastelaria) também temos um bolo, que fazemos todos os anos, alusivo ao Dia do Pai. Aceitámos encomendas e também tivemos sempre disponível.

Muita gente celebra este dia?
Cada vez mais. Cada vez mais os filhos começam a lembrar-se dos pais. Neste dia não temos uma ementa especial, são os pratos de sempre, os quais as pessoas já estão habituadas. Mas sim, muita gente lembra este dia e vem cá fazer uma refeição.

Filomena Cunha, retrosaria Arco-Íris

Conhecida pelos tecidos e ornamentos de indumentária mas também pelos acessórios e artesanato, nesta loja local há sempre alguma lembrança para oferecer no Dia do Pai.

Ainda que o foco principal da loja não seja o consumo deste tipo de lembranças para oferecer, há bastante escolha por quem lá passa: desde canetas, porta-chaves, postais, copos e canecas, isqueiros, camisolas, bonés ou guarda-chuvas.

Tudo pode ser temático, consoante, por exemplo, o clube desportivo e o gosto de quem irá receber o presente.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com