José Gonçalves, Troféu Gastronomia & Lazer 2021

blank“Foi com muita emoção, que recebi este grande convite do Jornal AUDIÊNCIA, para vir do Porto até à Ribeira Grande. Este é um órgão de comunicação social, que eu tenho acompanhado desde o início, desde as Galas que fez na grande cidade do Porto, nomeadamente no Teatro Sá da Bandeira. Muito obrigado a todos, um bom jantar”.

 

 

Sérgio Araújo, Troféu Gestão & Criatividade 2021

blank“Em primeiro lugar, obviamente, agradecer ao Ferreira Leite, o convite para estarmos aqui presentes e, obviamente, agradecer a distinção de que fui alvo hoje. Eu acredito que cabe, mesmo, à geração mais nova, olhar para a política de uma forma diferente, para que, de facto, possamos reescrever a história de uma forma positiva, mas nunca esquecendo o passado. Para finalizar, dar aqui uma palavra muito breve sobre aquilo que entendemos ser a nossa parceria com o Jornal AUDIÊNCIA e o trabalho que fazem na região Norte e, acima de tudo, a forma independente e íntegra com que olham para o jornalismo e para a comunicação. Hoje em dia, não é muito fácil encontrarmos jornais locais, que sejam isentos e imparciais e que demonstrem aquilo que cada concelho tem de bom. Eu tenho a sorte de vir do melhor concelho do país, que é a Trofa e, portanto, nesse aspeto eles têm muita matéria para escrever e para dar a conhecer à região Norte e, também, obviamente, a todo o país. Muito obrigado a todos. Uma boa noite e um ótimo jantar”.

 

Isabel Cruz, Troféu Cidadania & Dedicação 2021

blank“Quero dar uma palavra de grande carinho ao Ferreira Leite, diretor do Jornal AUDIÊNCIA, pelo seu espírito de sobrevivência. Passou maus momentos, mas mal se levantou arrastou esta multidão ao seu redor. Bem haja e que essa saúde seja sempre a subir e a melhorar daqui para a frente. Uma palavra de gratidão, também, a todos os que colaboram neste Jornal. Nós sabemos que nos tempos que correm, a comunicação social, cada vez é mais um fosso e cada vez está mais distante, pela sua falta de qualidade, pela sua falta de isenção e de independência, mas temos, aqui, no Jornal AUDIÊNCIA uma exceção e quando assim é, nós só podemos dizer obrigada, ajudar e dar corpo e continuidade ao projeto. Em nome pessoal, mas acima de tudo em nome da minha Assembleia Municipal, que aqui represento, quero dizer-vos que, enquanto mulher, entendo que a política deve ocupar-nos também o lado feminino. Quando me perguntam se é fácil uma mulher dedicar-se à política, eu digo que sim. Eu fui sempre contra a quota das mulheres, porque entendo que estas, quando são competentes, vencem e quando elas querem estão lá. Eu acredito e, por isso, estou aqui. Sou, desde 2013, presidente da Assembleia Municipal da Trofa. Tenho, na Trofa, o meu orgulho e tenho na Assembleia Municipal um caminho de crescimento e de desenvolvimento da afirmação do poder local. Entendo que, através da Assembleia Municipal, nós podemos, todos os dias, construir mais e melhor democracia e nós fazemo-lo de uma forma singular, já reconhecida pelo prémio ANAM, pelas suas práticas, desde as assembleias descentralizadas, às transmissões diretas. Ou seja, quando nós queremos, temos sempre espaço para criar e para construir e na Trofa é possível, porque temos um executivo da Câmara, e aqui também quero deixar um abraço ao Sérgio Humberto, presidente da Câmara Municipal da Trofa, e dizer-vos que na Trofa tudo é diferente, tudo é especial, porque a Trofa em si é especial. Portanto, estão todos convidados para irem à Trofa. Será um gosto receber-vos. Nós vamos ter, muito em breve, a inauguração da sede do município, o único que ainda não tinha Paços do Concelho, mas vai tê-los muito em breve e eu gostava de ver esta audiência toda connosco, porque vocês também já fazem parte da nossa família. Muito obrigada a todos e boa noite”.

 

Sociedade Recreativa Filarmónica Nossa Senhora das Vitórias, Troféu Filarmónica 2021

blankCarlos Cimbron, maestro da Sociedade Recreativa Filarmónica Nossa Senhora das Vitórias, recebeu o Troféu: “em nome da Sociedade Recreativa Filarmónica Nossa Senhora das Vitórias e da sua presidente, Vânia Ferraz, que, por estar doente, não pôde estar presente, muito obrigado a todos”.

 

 

 

Rui Cansado, Troféu Desporto 2021

blank“Não sou de muitas palavras, mas não podia deixar de passar, aqui, o enorme sentimento de gratidão, que sinto por este reconhecimento, por todo o trabalho que tive e todo o trabalho que tenho. Espero continuar a orgulhar todas as pessoas. Obrigado”.

 

 

 

Sónia Pereira, Troféu Sinal dos Tempos 2021

blank“O meu agradecimento para este momento único da minha vida. O meu obrigada ao Jornal AUDIÊNCIA e a minha vénia, com estima, ao seu diretor, doutor Joaquim Ferreira Leite, pelo excelente trabalho e pela dedicação, em prol dos que não têm visibilidade, nem voz. Um bem haja a todos aqui presentes”.

 

 

 

Catarina Alves, Troféu Artes & Letras 2021

blankEvangelina Alves, mãe da premiada, recebeu o troféu: “eu estou em representação da Catarina, minha filha. Com muita pena nossa, ela não pôde estar presente, mas enviou os seus agradecimentos ao Jornal AUDIÊNCIA, ao seu diretor Joaquim Ferreira Leite e a todos os seus colaboradores: «estou verdadeiramente grata por este reconhecimento. Um bem haja»”.

 

 

Festa da Flor, Troféu Tradição & Inovação 2021

blankAlexandre Gaudêncio, presidente da Câmara Municipal da Ribeira Grande, recebeu o Troféu: “bem, com o Ferreira Leite somos mesmo apanhados de surpresa. Uma pessoa nunca sabe para o que é que vem, nem sabe para onde é que vai. Rapidamente, só para vos dar nota: a Festa da Flor da Ribeira Grande é muito melhor do que a da Madeira, mas nós quisemos, de certa forma, replicar aquilo que a Madeira faz, à nossa dimensão. Ficam, desde já, todos convidados para, se o bichinho deixar, participarem na Festa deste ano, que será de 13 a 15 de maio. Já podem marcar na agenda. Estive a ver as passagens ontem e estavam a dez euros. Portanto, já podem marcar e faço questão de vos receber, de braços abertos, na edição deste ano. Muito obrigado a todos e muito obrigado, novamente, ao Ferreira Leite”.

 

Roberto Melo Sociedade Unipessoal Lda., Troféu Economia & Investimento 2021

blankRoberto Melo, proprietário da empresa, recebeu o Troféu: “de uma forma muito breve, boa noite. Queria aproveitar para agradecer o convite. É uma honra poder estar aqui presente e ser distinguido, independentemente da área. É sinal de que alguém acredita em nós, acredita no projeto e nas vantagens que, de facto, isto traz, para a comunidade em geral. Obrigado, boa noite”.

 

 

Escola Básica e Secundária do Nordeste, Troféu Educação & Ensino 2021

blankAntónio Rocha, diretor do Conselho Executivo do estabelecimento escolar, recebeu o Troféu: “muito rapidamente, apenas para agradecer o convite e congratular-vos pela iniciativa de, entre tantas instituições agraciadas, não esquecerem aquela ou aquelas que também são berço de todo o tipo de cultura, mais precisamente, a escola. Em nome da Escola Básica e Secundária do Nordeste, muito obrigado”.

 

Caixa de Crédito Agrícola Mútua dos Açores, Troféu Instituição 2021

blankLuís Lindo, membro do Conselho de Administração da empresa, recebeu o Troféu: “em primeiro lugar, queria agradecer ao Jornal AUDIÊNCIA e ao seu diretor, Joaquim Ferreira Leite, pela distinção. Também, dizer-vos que a Caixa de Crédito Agrícola, efetivamente, vai fazer 100 anos, sempre esteve ao lado das populações e é este o nosso desígnio: servir bem e, acima de tudo, criar riqueza nas nossas ilhas. Este é o propósito da Caixa Agrícola e é isto o que fazemos no dia a dia, com seriedade e, acima de tudo, sempre com os olhos postos no futuro. Como eu às vezes digo, nós não inventamos a Caixa, o maior desígnio que nós temos é cuidar bem dela, transformá-la e dar às gerações vindouras uma instituição, que sirva sempre os açorianos e que tenha sempre no eixo central o cliente. É para isso que trabalhamos e é para isso que, no dia a dia, nos levantamos cedo de manhã e às 8 horas estamos no nosso posto de trabalho. Mais uma vez, muito obrigado, muita saúde ao senhor doutor Ferreira Leite. Passou um mau bocado, mas, felizmente, estamos aqui e estamos todos consigo. Muita saúde a todos e muito obrigado”.

 

Cipriano Castro, Troféu Presidente de Junta de Freguesia 2021

blank“Queria, naturalmente, agradecer ao Ferreira Leite e, em primeiro lugar, desejar-lhe as melhoras e que continue com toda esta atividade. Agradecer esta distinção. Não sei se ela é merecida, mas eu agradeço-a e gostaria, naturalmente, de a partilhar com várias pessoas. Em primeiro lugar, a minha família e a minha mulher, pelas canseiras que lhe dou, neste lugar que ocupo na Junta de Freguesia. Aos meus colegas do executivo, porque sem eles, certamente, também não se lembrariam de mim, porque muitas das coisas que fazemos é em parceria e sendo este Troféu relativo a 2021, eu quero, naturalmente, partilhar com os quatro membros do executivo, o Manuel Lopes, o Domingos Oliveira, o Eduardo Ribeiro e o Daniel Castro, e todos os outros elementos da equipa, em termos da Assembleia. Uma Junta de Freguesia sem a Câmara Municipal faz muito pouco, a realidade é esta. O mundo autárquico tem as freguesias, mas, por vezes, é muito difícil fazer alguma coisa nestas, sem a Câmara Municipal e, neste caso, a Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia e o presidente Eduardo Vítor Rodrigues e o vice-presidente Patrocínio Azevedo, muito em particular, são pessoas que colaboraram com a Freguesia de Avintes e, por isso, este prémio tem de ser partilhado por todos eles. Vou levá-lo comigo, mas é um prémio coletivo. O meu muito obrigado a todos e ao Jornal AUDIÊNCIA que, aliás, é um Jornal que começou em Avintes e, se calhar, foi por isso que ele se lembrou de mim. Aproveitar, também, para cumprimentar o senhor presidente da Câmara da Ribeira Grande, é sempre um prazer estar aqui. Muito obrigado”.

 

Padre Bruno Ávila, Troféu Novos Horizontes 2021

blank“Não me vou demorar, como é costume. É um bocadinho defeito profissional. Queria agradecer este prémio ao Jornal AUDIÊNCIA, em especial ao senhor Joaquim. Já combinamos umas confissões há um tempo atrás, na Ribeira Grande, em que ele estava muito preocupado. Eu arranjo uma salinha ali ao lado, se quiser, e nós aproveitamos. De facto, Horizontes é muito interessante, porque apesar do meu horizonte, atualmente, ser Vila do Conde, na parte que pertence à Diocese do Porto, estou ligado à vigairaria da Trofa/Vila do Conde. Já vi que estão pessoas ilustres da Trofa aqui, queria também saudá-las. Antes de mais, antes de ser açoriano, sou faialense, e como faialense vou dizer que o Faial é melhor do que todas as ilhas, que é uma das características do Faial, não é? Queria agradecer a todos, em especial ao Jornal AUDIÊNCIA, e desejo que continuem a ter um bom jantar. Senhor Joaquim, espero por si daqui a bocadinho, pode ser? Fica combinado?! Obrigado”.

 

CAO da Santa Casa da Misericórdia da Horta, Troféu Ideias & Projetos 2021

blankMarco da Silva, provedor da instituição, recebeu o Troféu: “uma palavra de agradecimento ao Jornal AUDIÊNCIA, em especial ao seu diretor. Este prémio é conseguido pelo excelente trabalho, que os nossos colaboradores fazem no dia a dia, no seio da instituição. Para eles, o meu muito obrigado. Este prémio é mais um ciclo que contribui para o encerramento dos 500 anos, que a Santa Casa da Misericórdia faz este ano. O meu muito obrigado”.

 

 

Joaquim Leite, Troféu Exemplo & Vida 2021

blank“Uma saudação muito especial para todos os presentes. Eu queria agradecer ao Ferreira Leite, ainda o temos vivo, e a todos os colaboradores do Jornal AUDIÊNCIA, este prémio que me foi atribuído. Este Troféu tem um significado muito especial, porque é um reconhecimento por estarmos sempre presentes nos Açores, nas atividades deste Jornal. Eu queria dizer que o vou oferecer à minha esposa, porque ela gosta mais dos Açores do que eu. Eu fui atleta do F.C. Porto e do Benfica, mas também tive o privilégio de, em 1974, correr a Volta aos Açores. O organizador seria o Governo Regional, juntamente com a TAP. Ofereceram às esposas dos corredores do Benfica, a viagem e a estadia, durante a prova, que ocorreu na ilha. Elas acompanharam a volta, diante dos corredores, no carro de um treinador do Benfica, Ted Smith. Elas andavam na frente e nós atrás, a fazer a etapa. Antigamente, como vocês sabem, as estradas não eram como hoje, eram de paralelo, que tinha erva à volta. Com estas subidas íngremes, que vocês aqui têm, e boas, também havia as descidas, e nós lá estávamos às cambalhotas, pela descida abaixo, porque os travões não agarravam onde tinha erva. É uma recordação muito importante que guardo. Já lá vão quase 50 anos. Então, a minha esposa, e as outras, ficaram a gostar muito dos Açores. Quando eu digo: «vamos aos Açores?», logo tenho a resposta: «vamos». Ela puxa-me sempre para a frente, não para trás. Bem, eu agora vou falar um bocadinho do Jornal AUDIÊNCIA. O Ferreira Leite foi sempre uma pessoa muito estimada em Vila Nova de Gaia. Fundou o Jornal AUDIÊNCIA, que era o jornal mais lido no concelho, tinha uma adesão muito especial e foi sempre um jornal que nos habituamos a ver com distinção, porque era diferente. Todos têm os seus problemas, e houve uma crise que o Ferreira Leite não soube esperar que fosse remediada. Conquistou o distrito, esteve em Valongo, está em Gondomar, depois ia a caminho de Braga, mas ficou na Trofa, um dos concelhos mais novos que existe, mas com grande progressão de investimento na indústria e no comércio. Depois, o nosso presidente e amigo da Ribeira Grande deve ter-lhe enviado uma carta de chamada e ele lá abandonou Vila Nova de Gaia e veio para a Ribeira Grande. Quando chegou à Ribeira Grande, o senhor presidente da Câmara deu-lhe uma cana e disse-lhe: «vá pescar» e ele foi. E pescou tanto peixe, que hoje é uma referência e conquistou o seu lugar na Ribeira Grande. Mas nós queremos uma coisa senhor presidente, queremos que passe uma licença sem vencimento e que o deixe ir connosco para Vila Nova de Gaia, porque nós queremos recuperar este homem, este homem não pode morrer, não pode estar com o problema que está. Como em Vila Nova de Gaia temos grandes especialistas da doença que ele tem, estamos convencidos de que vamos ter o Ferreira Leite recuperado para vir à Ribeira Grande de 15 em 15 dias, ou de mês a mês, dado que as viagens já vão para dez euros. Para irmos a Lisboa e virmos já gastamos o triplo, ou quatro vezes mais. O Ferreira Leite continua nos Açores, continua nos concelhos que está, mas temos de recuperar este homem. Ferreira Leite, o senhor está vivo, graças à sua agressividade e à sua maneira de estar. Foi ele que se salvou a ele mesmo. Ferreira Leite, muita saúde. Senhor presidente, dê-lhe a licença. Muito obrigado. Eu peço desculpa por fazer esta retrospetiva, mas tinha de ser, porque o Jornal AUDIÊNCIA merece. Outra coisa que eu queria pedir é que esta Gala fosse de homenagem ao Ferreira Leite, porque o ano passado não a tivemos. O Jornal necessita de crescer. Eu peço que todos sejam assinantes do AUDIÊNCIA. Vamos colocar o AUDIÊNCIA no lugar que ele merece, no destaque que tem de estar. Bem haja. Agora, queria saudar todos os colaboradores do Jornal AUDIÊNCIA, as jornalistas, as meninas apresentadoras, que são excelentes, um bem haja, e façam tudo para que o jornal continue a crescer. Agora, vou oferecer o Troféu à minha esposa!”.

 

Hélder Freire Costa, Troféu Cultura & Espetáculo 2021

blankPor motivos de força maior, Hélder Freire Costa não pôde estar presente na Gala, mas fez questão de dirigir algumas palavras de agradecimento à sua distinção com o Troféu AUDIÊNCIA: “para além da grande surpresa, por ter sido premiado este ano, foi para mim, uma grata recordação, uma vez que já fui premiado em outras ocasiões, pelo Jornal AUDIÊNCIA, primeiro em Vila Nova de Gaia, depois no Porto e, agora, nos Açores. Também, já foram premiados elementos da minha companhia, do Teatro Maria Vitória, que eu acompanhei, inclusivamente o Flávio Gil, com quem eu fui aos Açores, para ele receber o prémio. Portanto, é uma distinção que, para além do Troféu em si ser uma obra muito bonita, é também um momento de sentimento, que nos faz estremecer. Logicamente que eu fiquei muito contente e tenho muita pena de não ter podido estar presente, mas as circunstâncias do momento, não nos permitem fazer aquilo que queremos. Estou muito grato ao Jornal AUDIÊNCIA, ao seu diretor, o senhor Joaquim Ferreira Leite, pelo qual eu tenho uma grande admiração. O que posso dizer é que vou continuar a ter uma grande admiração pelo vosso jornal, que leio e do qual sou assinante. Espero que continue sempre com muita força. Por outro lado, também queria dar um grande abraço ao senhor Joaquim Ferreira Leite, que atravessou este momento de grande dificuldade, no que diz respeito à saúde. Estou muito, muito, mas mesmo muito grato ao Jornal AUDIÊNCIA”.

 

Mercadona, Troféu Empreendedorismo 2021

blankJoana Ribeiro, diretora de Relações Externas da Mercadona no Distrito do Porto, recebeu o Troféu: “em primeiro lugar, queria agradecer ao Jornal AUDIÊNCIA, ao diretor Joaquim Ferreira Leite e a toda a equipa, este Troféu. Na Mercadona estamos todos muito orgulhosos por esta distinção. É um privilégio receber este Troféu e, acima de tudo, um reconhecimento do projeto da Mercadona, em Portugal. Atualmente, contamos, então, com 29 lojas abertas e pretendemos, nos próximos anos, continuar a investir em Portugal, em fornecedores portugueses e a contribuir para as sociedades locais, onde estamos inseridos. Não queria terminar sem antes realçar a importância da imprensa regional e de proximidade, para a construção de uma sociedade mais informada. Muito obrigada a todos”.

 

José Andrade, Troféu Portugalidade 2021

blank“Senhor presidente, senhoras e senhores. Permitam-me sintetizar numa única palavra tudo aquilo que sinto, aqui e agora. Essa palavra única é: obrigado. Obrigado, desde logo, e acima de tudo, ao Jornal AUDIÊNCIA, na pessoa do seu diretor Joaquim Ferreira Leite, por esta distinção tão inesperada, tão imerecida, mas tão saborosa e que tanto me honra. Obrigado, também, a todos os que colaboraram comigo e a todas as pessoas com quem tive o gosto e a honra de colaborar, durante mais de 35 anos, em sucessivas e diferentes funções institucionais, sempre ao serviço da causa pública. E obrigado, também, à minha família, à Carmen e às nossas filhas, Beatriz e Margarida, pelo carinho e pelo apoio. Eu já fiz algumas coisas, gostava de fazer muitas mais, espero ter vida e saúde para isso, e é isso mesmo que desejo, também, a cada um de vós. Muito obrigado a todos, por tudo”.

 

Jaime Rita, Troféu Autonomia 2021

blank“Um cumprimento muito especial ao senhor Joaquim Ferreira Leite, na qualidade de diretor do Jornal AUDIÊNCIA. O meu muito obrigado por esta distinção. Quero fazer, também, um agradecimento a toda a equipa que trabalha neste Jornal, às apresentadoras e um cumprimento muito especial a todos vós. Recebo este Troféu com alguma nostalgia, mas, também, não vou entrar por aí e aquilo que eu vou dizer resume-se a isto: muito obrigado à minha família, que está aqui presente. Vocês ajudaram-me a fazer este percurso, longo, de quase 40 anos. Do fundo do coração, obrigado. Obrigado à minha família, aos que estão presentes e àqueles que estão ausentes, por razões de saúde. Gostaria, também, de partilhar este Troféu com aqueles que, ao longo dos anos, colaboraram comigo, deram o seu apoio, motivaram-me, alguns estão aqui presentes, e, sem eles, se calhar, não era merecedor de receber este galardão. Muito obrigado a todos e uma boa estadia para aqueles que nos visitam. Tudo de bom para vocês todos, boa noite e muito obrigado”.

 

Ernesto Santos, Troféu Prestígio 2021

blankPor motivos de saúde, Ernesto Santos não pôde estar presente, contudo fez questão de partilhar o que sentiu ao ser distinguido com o Troféu: “é sempre um prazer para qualquer pessoa, muito mais para mim, pelo estado de saúde em que me encontro. Foi um prazer muito grande e, ao mesmo tempo, uma tristeza, infelizmente não poder recebê-lo pessoalmente. Contudo, fico bastante alegre, por ter sido distinguido pelo AUDIÊNCIA, porque de qualquer das formas tenho mais de 20 anos de autarca e só o AUDIÊNCIA é que se tem lembrado de mim e já me atribuiu, com este, dois Troféus, fico muito feliz por isso. A minha única pena foi não ter conseguido recebê-lo pessoalmente, mas vamos ter outras oportunidades, se Deus quiser. Eu acho que isso é prestígio e é a partir dessa palavra, que quem tem esse dom, sente-se imensamente feliz, por lhe ser reconhecido e, felizmente, que há alguém que vai olhando para o poder autárquico, como é o caso do AUDIÊNCIA e que vai sabendo distinguir alguns autarcas. Já é a segunda vez que me distinguem e, para mim, é uma felicidade imensa”.

 

Luís Vieira de Andrade, Troféu Excelência 2021

blank“Em primeiro lugar, eu gostaria de agradecer esta distinção, em particular, obviamente, ao Jornal AUDIÊNCIA, e, especificamente, ao seu diretor Joaquim Ferreira Leite. Cumprimento, também, todos aqueles e aquelas que trabalham para este jornal, que dignifica, e muito, não só a Ribeira Grande, mas também o Norte do país. Gostaria, ainda, de salientar que conheço, aliás, tenho o prazer de conhecer o senhor Joaquim Ferreira Leite, desde algum tempo a esta parte, nomeadamente a sua simpatia e o seu dinamismo. Muito obrigado a todos, do fundo do meu coração, muito obrigado”.

 

Eduardo Vítor Rodrigues, Troféu Personalidade 2021

blankMargarida Rocha, adjunta do Gabinete de Apoio à Presidência, recebeu o Troféu: “o primeiro cumprimento, em meu nome e em nome do senhor presidente da Câmara, não poderia deixar de ser para si [Joaquim Ferreira Leite]. Desejar-lhe muita saúde, dar-lhe os parabéns por todo o caminho, estamos consigo, muita força. O senhor presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, o professor Eduardo Vítor Rodrigues, não pode estar presente, infelizmente, por uma questão de agenda, mas deixou uma mensagem, que eu passo a ler: «ser uma das pessoas distinguidas pelo Troféu AUDIÊNCIA é, para mim, um reconhecimento do trabalho que tem sido desenvolvido no concelho de Vila Nova de Gaia, ao longo dos últimos oito anos. Gaia está num caminho de continuidade, começamos em 2013, com um projeto de mobilização das pessoas, para um paradigma de gestão autárquica alicerçado na sustentabilidade, nas boas contas e numa aproximação aos melhores padrões europeus. A pandemia pôs-nos à prova. Respondemos, localmente, antes mesmo do Estado central, e mostramos que estávamos preparados, até para lidar com o imprevisto. Nestes últimos meses, muito contamos com a imprensa local, que nos aproximou das pessoas, combatendo a desinformação e comunicando aquilo que realmente importa. Os jornais locais são, de facto, a voz de uma comunidade, transmitindo os seus problemas, os seus anseios e as suas esperanças. O papel da imprensa local deve passar, exatamente, por estes três eixos: informar, ouvir e criar proximidade. É assim que vejo a missão do AUDIÊNCIA e espero poder continuar a contar convosco, para que, juntos, possamos corresponder à confiança que depositam em todos nós». Muito obrigada e boa noite”.