O Diretor Regional das Comunidades destacou, no Canadá, a “determinação” do Povo Açoriano em manter viva a identidade da sua terra de origem.

Paulo Teves, que intervinha durante as festas do Senhor Santo Cristo dos Milagres de Montreal, sublinhou a importância da realização de manifestações religiosas, culturais e sociais, que, por um lado, “atenuam a saudade das ilhas” e, por outro, “contribuem para a afirmação da nossa comunidade no mosaico cultural da sociedade canadiana”.

O Diretor Regional salientou ainda o facto de, após décadas de emigração, estas manifestações continuarem a ser transmitidas aos mais jovens, que, “apesar de já terem nascido aqui, comungam da mesma matriz cultural”, frisou.

“Preservar e promover a nossa memória coletiva é assegurar a sua perpetuação junto das novas gerações, que honrarão o legado que esta comunidade, aqui, hoje, ostenta com orgulho e ao qual jamais poderemos ficar alheios”, concluiu.

As festas do Senhor Santo Cristo dos Milagres em Montreal, que tiveram a sua primeira manifestação no Parc Jarry, em maio de 1966, são organizadas por uma comissão, este ano presidida pela Associação Saudades da Terra Quebequense. Esta festividade desenvolve-se em vários momentos, que culminam na celebração da missa solene no domingo, abrilhantada pelo Grupo Coral Santo Cristo, que conta já com 49 anos de existência, seguida da procissão da imagem pelas ruas adjacentes à Igreja Santa Cruz.

São diversas as comunidades açorianas no Canadá, nos Estados Unidos da América, na Bermuda e no Brasil que organizam a festa do Senhor Santo Cristo dos Milagres, culto que foi levado pelo processo emigratório dos Açores.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com