Aproveitando a passagem da 81ª edição da Volta a Portugal por Sobrado, em Valongo, a Associação Jornada Principal, constituída por moradores de Sobrado, organizou um protesto para mostrar a importância da luta pelo fim do aterro de resíduos não perigosos ali instalado.

Sem destabilizar o evento, os organizadores deste movimento, “Unidos pelo fim do aterro no concelho de Valongo”, colocaram faixas pretas ao longo do percurso e usaram t-shirts pretas e bandeiras da mesma cor para acenar à passagem dos ciclistas.

Sendo Sobrado uma terra de tradição no ciclismo e que viu nasce quatro campeões nacionais (Fernando Moreira, Joaquim Leão, Nuno Ribeiro e Rui Vinhas), este grupo decidiu sair à rua não só para protestar mas também para apoiar os seus atletas e a equipa W52, cujo atleta João Rodrigues foi o grande vencedor da prova.

Sob o lema que “dos fracos não reza a história”, a associação quis demonstrar com esta iniciativa que não baixará os braços e que “continuará a lutar por aquilo a que tem direito, viver de forma saudável”.

Constituída em maio deste ano, esta Associação luta pelo encerramento do aterro de resíduos não perigosos em Sobrado, que a população aponta como responsável por cheiros nauseabundos, pragas de mosquitos e pela possível contaminação dos lençóis de água.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com