O concelho da Trofa atravessa uma transformação no que à requalificação urbana, à mobilidade sustentável e descarbonização diz respeito. Em curso, estão, neste momento, obras que prometem dar uma nova vida a diferentes espaços do concelho, nomeadamente a Ciclovia Norte, a Distribuidora 21, o Corredor Ciclável e Pedonal do Coronado, a Praça da Escola Secundária e, claro, aquele que será edifício dos Paços do Concelho.

 

 

 

Segundo a Câmara Municipal da Trofa, “o momento é de transformação e o pano de fundo tem um nome: Paços do Concelho”. O edifício que servirá como estrutura física da Câmara Municipal da Trofa, um sonho dos trofenses com mais de duas décadas, começa a afirmar-se como a marca de uma nova vida para o município e representa um investimento, que ascende aos 8,9 milhões de euros, e que vai complementar a nova centralidade, já iniciada, com a requalificação dos Parques Nossa Senhora das Dores e Dr. Lima Carneiro e com a construção da Alameda da Estação, projeto que será, posteriormente, complementado com a Praça do Município.

“Na verdade, são várias as grandes obras que estão de momento em curso no município. Desde logo, a Distribuidora 21- Rede Ciclável e Pedonal da Trofa, uma nova via que irá ligar a Rotunda do Bombeiro à zona do Hospital da Trofa e que se assumirá como fundamental no descongestionamento do trânsito na EN14 e na EN104, no acesso ao centro da cidade da Trofa”, afirma a autarquia trofense, acrescentando que “a Câmara Municipal vai, também, facilitar a mobilidade entre o concelho da Trofa e o concelho de Vila Nova de Famalicão, dada a carga crescente de tráfego entre as duas cidades e a A3, através da EN14 e da EN104, acrescido do constrangimento de tráfego no núcleo central urbano da cidade. A obra, a cargo da autarquia, representa um investimento de cerca de 1,2 milhões de euros e tem financiamento de fundos europeus a 85%. Este projeto contemplará, igualmente, a construção de uma ciclovia segregada de natureza bidirecional e, ainda, zonas de circulação pedonal”.

A aposta na mobilidade sustentável e na descarbonização estende-se à empreitada da Ciclovia Norte, também designada Corredor Ciclável da Trofa, que vai ligar a Interface Ferroviária ao Parque das Azenhas, passando pela Escola Professor Napoleão Sousa Marques e pelo Aquaplace – Academia Municipal da Trofa, num investimento de cerca de 950 mil euros, comparticipado pela União Europeia.

“A freguesia do Coronado também é destaque nesta aposta ambiental. A decorrer está, também, a empreitada do Corredor Ciclável e Pedonal do Coronado, numa nova fase que envolve a Rua Dom Afonso Henriques e a Rua Bartolomeu Dias, em São Romão do Coronado. Com toda a intervenção adjacente à construção do Corredor Ciclável e Pedonal do Coronado, que está a criar uma rede ciclável e pedonal, unindo a Praça de Feira Nova, em S. Mamede, à Estação Ferroviária, em S. Romão, a Vila do Coronado vê concretizado o mais avultado investimento da sua história, no valor de 4 milhões de euros”, sublinhou o município da Trofa, ressaltando que entre este conjunto de obras, a mais recente “é a reformulação do espaço urbanístico envolvente à Escola Secundária da Trofa. A intervenção da Câmara Municipal, há muito desejada por alunos e pais, prevê a alteração do conceito da área envolvente à Escola Secundária através da criação de um «foyer» de entrada, como elemento de receção pedonal da comunidade escolar, bem como o redimensionamento e nova organização do parque de estacionamento, contribuindo para o descongestionamento viário da Rua Dr. António Augusto Pires de Lima”.

 

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com