Apesar do nosso País poder orgulhar-se de ocupar lugares de vanguarda em certas áreas do sector da investigação, o conhecimento será sempre uma das “armas” mais valiosas da humanidade, para que os países possam alcançar melhores níveis de emancipação cultural, que se traduzam na efectiva melhoria dos patamares de conhecimento da população, num sector em que a ação do próprio Estado, por razões diversas que a população não tem acesso, nem sempre consegue dar resposta ao cumprimento das obrigações que lhe estão adstritas, por via da soberania territorial que ostenta.

Porém, nos últimos tempos, os Centros de Estudo têm-se multiplicado entre nós, um pouco por todo o País. Ainda assim, Portugal continua a sofrer dum cenário um tanto desequilibrado, em termos de recursos culturais e intelectuais, cujo panorama favorece nitidamente algumas regiões (sobretudo as mais próximas do litoral) em detrimento de outras mais remotas.

Posto isto, talvez tenha sido a percepção desse panorama de desequilíbrio visível que instigou o biólogo brasileiro Lucas Lopes, formado na Universidade de S. Paulo, a criar a sua instituição própria – Centro de Estudos Lucas Lopes – bem no interior da zona urbana da cidade de Gaia e da freguesia de Mafamude, uma área bastante acessível, quase “paredes meias” com o velhinho Parque Soares dos Reis, onde o centenário Vilanovense Futebol Clube vem desenvolvendo a sua múltipla actividade formadora, desde o longínquo ano de 1914.

Em bom rigor, o novel Centro de Estudos Lucas Lopes, situado numa área onde a actividade comercial e dos serviços é abundante, está já funcionar bem perto do Jardim Soares dos Reis e da antiga Escola Industrial e Comercial de VN Gaia (hoje Escola Secundária António Sérgio), que fica a cerca de 250 metros, tem sede na sobre-loja direita do nº 355 da Rua da Rasa e já tem abertas as inscrições para poder funcionar. Inicialmente vocacionado para o Estudo Acompanhado do 2º e 3º ciclos do Ensino Básico, o “Centro de Estudos LL” assegura também explicações individuais e de grupo, no âmbito do Ensino Básico, Secundário e do acesso ao Ensino Superior. Além disso, a instituição oferece ainda disponibilidade para promover a preparação de alunos para Exames Nacionais e acesso ao Ensino Superioratravés de aulas presenciais e remotas.