A tradicional cerimónia de entrega das bandeiras azuis, que “pintam” as zonas balneares do concelho de Vila Nova de Gaia decorreu no passado dia 1 de julho, no Restaurante Casa Branca, em Canidelo. O evento, que decorreu duas semanas depois da abertura oficial da época balnear no norte do país, contemplou a apresentação de dois projetos sob a alçada da empresa municipal Águas de Gaia, nomeadamente a Rota da Água e um novo sistema que foi desenvolvido pela Scemai, uma start-up que ganhou o Prémio H2O inovação by Águas de Gaia, no Concurso Montepio Acredita Portugal.

 

 

A empresa municipal Águas de Gaia apresentou dois novos projetos, nomeadamente a Rota da Água e um novo sistema que foi desenvolvido pela Scemai, uma start-up que ganhou o Prémio H2O inovação by Águas de Gaia, no Concurso Montepio Acredita Portugal, aquando da realização da cerimónia de entrega das 20 bandeiras azuis, que distinguem as zonas balneares do concelho de Vila Nova de Gaia. A iniciativa contou com a presença de Valentim Miranda e José Guilherme Aguiar, vereadores da autarquia gaiense, José Carlos Pimenta Machado, vice-presidente da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), presidentes de Juntas de Freguesia, representantes de corporações de bombeiros, concessionários de praia e entidades civis e militares.

Miguel Lemos, administrador executivo da empresa municipal Águas de Gaia, aproveitou a ocasião para fazer um balanço da primeira quinzena, garantindo que tudo está a seguir dentro da normalidade necessária, com respeito pelas regras impostas, estando reunidas as condições necessárias “para termos uma excelente época balnear”.

À semelhança dos anos anteriores, o município repetiu o pleno, mantendo-se, assim, como o segundo concelho do país com mais praias distinguidas, depois de Albufeira. “Nós só conseguimos, de facto, ter estes objetivos, porque, durante um ano, há um conjunto de profissionais que se dedica quer nas águas residuais, que na nossa atividade e operação em marcha, quer naturalmente na SIMDOURO, na gestão das ETAR’s, para que possamos ter linhas de águas despoluídas e para que possamos entregar ou devolver à natureza, água residual sem qualquer problema, para que nós possamos, de facto, utilizar e usufruir das nossas praias em plenas condições. Temos 19 bandeiras azuis, temos boas praias poluição zero e somos, de facto, o segundo concelho do país com maior número de bandeiras azuis, sendo que o primeiro é Albufeira. Portanto a competição é muito difícil, como calculam, e somos, de facto, o concelho a norte com mais bandeiras azuis e com maior número de praias poluição zero”, sublinhou o administrador executivo da Águas de Gaia, enaltecendo a presença de Nuno Figueiredo, que “recebeu o prémio do Guiness pela maior onda na Nazaré em Kitesurf” e “ofereceu-se, digamos assim, para ser o embaixador das Praias de Gaia. Portanto, de facto, é um maior gosto, para nós, termos um atleta deste calibre a promover Gaia, a nível nacional e internacional”.

Miguel Lemos ressaltou, no seguimento de, durante a época balnear transata, não ter surgido qualquer caso de infeção por Covid-19, que “este ano as medidas são exatamente as mesmas do ano passado”, ou seja, “este ano, mantemos os circuitos de entrada e saída das praias, para que não haja o cruzamento de ninguém nem à entrada, nem à saída. Mantemos os dispensadores de álcool-gel nas entradas e, especificamente, junto aos chuveiros de praia. Mantivemos as regras relacionadas com as máscaras e com o protocolo sanitário de distanciamento. Mantivemos, obviamente, um conjunto de informações à entrada da praia e assumimos manter os assistentes de praia, reformulando um pouco o conceito, numa lógica de termos alguém que nos recebe à entrada da praia e nos dá uma série de informações e de indicações”, acrescentando que “naturalmente, também têm as bandeiras de carga, as famosas bandeiras Pimenta Machado, onde se verifica o índice de lotação da praia. Portanto, estas são as medidas que mantivemos”.

O administrador executivo da empresa municipal Águas de Gaia garantiu, ainda, que “temos as condições para termos um excelente verão, uma excelente época balnear e é para isso que, em conjunto, todos estamos a trabalhar”.

Neste seguimento, Miguel Lemos apresentou “o novo sistema de vigilância ambiental das Ribeiras e Praias de Gaia”, que foi desenvolvido pela Scemai, uma start-up que ganhou o Prémio H2O inovação by Águas de Gaia, no Concurso Montepio Acredita Portugal, o que permitiu uma parceria com a empresa. Da parte da Águas de Gaia, “é uma aposta no empreendedorismo que dá resultado”. A empresa desenvolveu um sistema que é composto por “um conjunto de sensores que trabalham com algoritmos de inteligência artificial que nos permite ter uma série de indicadores, por um lado, mais banais, como a temperatura, a radiação solar ou a velocidade do vento na orla marítima, mas, por outro lado, podemos também detetar com antecedência focos de poluição nas nossas ribeiras, problemas nas redes de saneamento, uma descarga ilegal. Trata-se de informação muito útil que pode ser trabalhada pela Águas de Gaia, pela SIMDOURO, pela APA, pela Capitania, entre outras entidades”, partilhou o administrador executivo da empresa municipal, antes de, por fim, apresentar a segunda novidade do dia, que contemplou o projeto “Rota da Água”, que se assume, como sendo “um grande centro de educação ambiental, um museu ao ar livre, onde foram criadas rotas (serão sete no total) pelo concelho, com um elemento central: a água”.

Através de um smartphone, o utilizador, livremente ou através de visita guiada, pode percorrer vários pontos dispersos pelo concelho (a partir de QR Code), ficando a conhecer melhor alguns pontos de interesse, como a capela do Senhor da Pedra, o Geossítio de Lavadores, as pontes, os rios, entre outros. A utilização pode ser livre (através de um áudio guia) ou a partir de visita guiada. Neste último caso, basta inscrever-se no Centro de Educação Ambiental (marcações de segunda a sexta-feira) e programar o dia para percorrer o concelho, a partir de veículos de mobilidade suave e com técnicos especializados. Para já, os percursos estão em três línguas: português, inglês e espanhol. “Seguimos a lógica daquilo que a pandemia nos ensinou. Hoje procuramos espaços ao ar livre, contacto com a Natureza. Descontinuámos o site «Gaia Mais Praia» e a aplicação que permitia conhecer, virtualmente, as ribeiras do Espírito Santo e construímos este produto, que congrega toda a informação que, até agora, estava dispersa”, explicou Miguel Lemos, acrescentando tratar-se do “maior museu da água ao ar livre e centro de educação ambiental de Portugal”.

O administrador da Águas de Gaia salientou, ainda, que “tudo aquilo ao que a água nos transporta, ao nível de todo o concelho, está na Rota da Água e permite, de facto, obter inúmeras informações”, uma vez que “explica em melhor detalhe aquilo que a água nos transmite”.

Miguel Lemos enalteceu, ainda, que “este é o primeiro ano em que as câmaras municipais assumem a competência da gestão das praias”, ressaltando a relevância de tal decisão.

Seguidamente decorreu a entrega das bandeiras azuis, sendo que, pela Freguesia de Arcozelo, a presidente da Junta, Maria Adelina Pereira, recebeu as bandeiras azuis das zonas balneares de Miramar, Mar & Sol e Aguda, assim como as bandeiras Praia Acessível das zonas balneares de Miramar e Aguda.

Já pela Freguesia de Canidelo, a presidente da Junta, Maria José Gambôa, recebeu as bandeiras azuis das zonas balneares de Lavadores, Salgueiros, Canide Norte e Canide Sul, tal como a bandeira de Praia Acessível da zona balnear de Canide Norte.

Por outro lado, no que concerne à Freguesia da Madalena, o presidente da Junta, Francisco Leite, recebeu as bandeiras azuis das zonas balneares de Marbelo, Madalena Norte e Madalena Sul.

Depois, pela Freguesia de São Félix da Marinha, o presidente da Junta, Carlos Pinto, recebeu as bandeiras azuis das zonas balneares da Granja e São Félix da Marinha.

Posteriormente, pela União das Freguesias de Gulpilhares e Valadares, o representante da União das Freguesias, Eduardo Sousa, recebeu as bandeiras azuis das zonas balneares Valadares Norte, Valadares Sul, Dunas Mar, Francelos, Francemar, Sãozinha e Senhor da Pedra, assim como as bandeiras Praia Acessível das zonas balneares Valadares Sul e Senhor da Pedra.

Por fim, procedeu-se à entrega da Bandeira Azul Douro Marina – Porto de Recreio, ao Diretor Geral da Douro Marina, engenheiro Manuel Cunha.

Após a atribuição das bandeiras azuis, José Carlos Pimenta Machado, vice-presidente da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), destacou que para “atingir, no fundo, este galardão, Bandeira Azul, há um conjunto de regras que são fundamentais, a começar pela primeira, que é garantir a qualidade das águas balneares”, frisando a importância de “assegurar a qualidade das nossas águas balneares”.

O vice-presidente da Agência Portuguesa do Ambiente relembrou, ainda, a relevância da aplicação InfoPraia, que foi desenvolvida pela APA e das bandeiras que permitem, através de um código de cores (verde, amarelo e vermelho), saber se a praia está livre, ocupada ou cheia, pois “permite-nos escolher a praia menos lotada, para garantir aquilo que é o distanciamento social”.

Valentim Miranda, vereador do Ambiente da Câmara Municipal de Gaia, teve a honra de encerrar as intervenções, em representação de Eduardo Vítor Rodrigues, presidente da autarquia.

“Este oceano e esta paisagem dignificam e privilegiam esta cidade, que é verde, é ecológica e tem tudo a favor”, referiu o vereador, revelando que “os grandes investimentos em Vila Nova de Gaia, em termos da temática do Ambiente, hoje não se referem só à orla marítima, mas também à área fluvial”.

Valentim Miranda falou, ainda, sobre o Parque de S. Paio, garantindo que “numa é demais demonstrar aquilo que o município tem feito nas várias freguesias”.

“Na área do Ambiente, Vila Nova de Gaia muito tem feito e muito vai fazer”, evidenciou o vereador da autarquia gaiense, asseverando que “vamos, em Vila Nova de Gaia, continuar a valorizar o nosso património ambiental e não só”.

A cerimónia terminou com o hastear da Bandeira Azul da Praia de Lavadores.

 

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com