O Tosco foi visitado pelo júri do 3º Concurso da Francesinha, promovido pelo Jornal AUDIÊNCIA, no passado dia 11 de julho, e colocou à prova uma francesinha tradicional recheada com ingredientes de qualidade.

O Tosco fica no número 568 da Rua 14 de Outubro, em Vila Nova de Gaia, tem uma ementa composta por inúmeras francesinhas alternativas, mas preserva a iguaria tradicional portuense.

Luís Sebastião é sintrense e contou ao AUDIÊNCIA que “eu vim viver para Gaia, porque a minha esposa é natural de Vila Nova de Gaia, mais especificamente de Avintes. Depois de algumas experiências noutros ramos totalmente diferentes, eu tive a hipótese de experimentar a área da restauração, numa casa de francesinhas e no dia 3 de setembro de 2018 tive a oportunidade de tomar conta desta casa, que já se chamava O Tosco e eu quis manter o nome, porque achei que ficava bem, neste caso, a Francesinha à Tosco”, sublinhando que “O Tosco abriu em setembro e em novembro nós começámos a trabalhar com a Uber Eats, porque achámos que era uma mais-valia, principalmente pela publicidade. Nós trabalhamos bastante bem com a Uber Eats e posso dizer-lhe que muitos dos nossos clientes conheceram O Tosco pela plataforma da Uber e hoje em dia são clientes da casa e vêm cá comer francesinha”.

A francesinha é a grande protagonista deste estabelecimento. “A francesinha é a nossa especialidade, é o prato principal, é a rainha da casa e é composta por salsicha fresca e linguiça fresca, do Mercado Bolhão, por bacon, mortadela, chourição e bife de Alcatra, que, para mim, é um dos principais ingredientes da francesinha”, esclareceu o proprietário, acrescentando que confecionam “francesinhas de vários tipos. Nós temos a francesinha tradicional, que é a Francesinha à Tosco, acompanhada por batata e ovo. Depois temos a mesma francesinha só com batata ou só com ovo ou normal, que é a simples. E também temos a francesinha especial que é feita em pão do bolo do caco, o pão tradicional da madeira, que nós temos sempre e, neste caso, leva basicamente o dobro dos ingredientes que compõem a francesinha tradicional. Esta francesinha também tem bastante saída e é uma das francesinhas que mais sai tanto para a Uber Eats, como aqui”.

Além do ex-líbris da Invicta, O Tosco também tem outras especialidades como cachorros, pica-pau, alheira, prego em prato, entre outros. “Por exemplo, ao domingo temos cabrito assado no forno e bacalhau”, destacou Luís Sebastião.

Com uma decoração pessoal e intimista, este estabelecimento tem, atualmente, capacidade para 30 pessoas, mas, segundo o proprietário, “nós vamos aumentar o nosso espaço dentro de um mês ou um mês e meio e vamos ter mais 30 lugares sentados, sempre a pensar no bem-estar do cliente”.

O Tosco está a participar na terceira edição do Concurso da Francesinha promovido pelo Jornal AUDIÊNCIA. Luís Sebastião revelou, a este propósito, que “nós estamos a participar pela experiência. Não estamos preocupados se vamos ficar entre os primeiros ou entre os últimos. É mesmo pela experiência e para darmos a conhecer a nossa casa aos leitores do jornal e ao público que segue a página do Facebook, porque eu acho que é uma mais-valia”.

Alberto Paiva, António Domingues e Tânia Durães foram os elementos constituintes do júri do concurso e avaliaram minuciosamente a apresentação da francesinha, a qualidade dos ingredientes, a confeção, o pão, o molho e as batatas fritas.

O presidente do júri, Alberto Paiva, disse ao AUDIÊNCIA que “estamos num espaço muito agradável e familiar. A francesinha é bastante boa e o atendimento foi de bastante proximidade. No entanto, a pontuação só será revelada no final do Concurso”.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com